Início > Posts > Afastado da novela “O Sétimo Guardião”, José Mayer confessa assédio sexual: “Errei no que fiz”

4 de abril de 2017 às 17:13

Afastado da novela “O Sétimo Guardião”, José Mayer confessa assédio sexual: “Errei no que fiz”

Afastado da novela “O Sétimo Guardião”, José Mayer confessa assédio sexual: “Errei no que fiz”

O ator José Mayer admitiu a culpa pelas acusações de assédio sexual feitas pela figurinista Susllen Tonani. Em carta aberta emitida através de sua assessoria de imprensa, o intérprete de Tião Bezerra em A Lei do Amor confessou ter assediado sexualmente a profissional e afirmou estar arrependido de sua conduta – que lhe valeu, inclusive, seu desligamento do elenco da novela O Sétimo Guardião, confirmado na manhã de hoje (4) pela Globo.

“Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço”, expressou o artista de 61 anos.

“Errei no que fiz, no que falei, e no que pensava. Tristemente, sou sim fruto de uma geração que aprendeu, erradamente, que atitudes machistas, invasivas e abusivas podem ser disfarçadas de brincadeiras ou piadas. Não podem. Não são”, considerou Mayer, ressaltando ainda seu arrependimento pela postura de outrora. “Aprendi nos últimos dias o que levei 60 anos sem aprender. O mundo mudou. Eu preciso e quero mudar junto com ele. A única coisa que posso pedir a Susllen, às minhas colegas e a toda a sociedade é o entendimento deste meu movimento de mudança.”

Vale ressaltar que a confissão de José Mayer vai de encontro à versão que ele deu anteriormente, em seu primeiro posicionamento sobre o caso. “Respeito muito as mulheres. O machismo e a misoginia que me atribuíram são próprias do personagem Tião Bezerra, não minhas!”, afirmou na ocasião, fazendo alusão ao papel que interpretou na recém-finalizada trama das 9.

Além do papel em O Sétimo Guardião, a “brincadeirinha” de José Mayer pode lhe render consequências bem mais graves. De acordo com informações do portal UOL, a Globo segue apurando o caso e já considera a possibilidade de rescindir o contrato do ator, membro do casting da emissora desde 1983.

Confira abaixo a íntegra do comunicado emitido por José Mayer:

“Carta aberta aos meus colegas e a todos, mas principalmente aos que agem e pensam como eu agi e pensava:

Eu errei.

Errei no que fiz, no que falei, e no que pensava.

A atitude correta é pedir desculpas. Mas isso só não basta. É preciso um reconhecimento público que faço agora.

Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço.

Tenho amigas, tenho mulher e filha, e asseguro que de forma alguma tenho a intenção de tratar qualquer mulher com desrespeito; não me sinto superior a ninguém, nao sou.

Tristemente, sou sim fruto de uma geração que aprendeu, erradamente, que atitudes machistas, invasivas e abusivas podem ser disfarçadas de brincadeiras ou piadas. Não podem. Não são.

Aprendi nos últimos dias o que levei 60 anos sem aprender. O mundo mudou. E isso é bom. Eu preciso e quero mudar junto com ele.

Este é o meu exercício. Este é o meu compromisso. Isso é o que eu aprendi.

A única coisa que posso pedir a Susllen, às minhas colegas e a toda a sociedade é o entendimento deste meu movimento de mudança.

Espero que este meu reconhecimento público sirva para alertar a tantas pessoas da mesma geração que eu, aos que pensavam da mesma forma que eu, aos que agiam da mesma forma que eu, que os leve a refletir e os incentive também a mudar.

Eu estou vivendo a dolorosa necessidade desta mudança. Dolorosa, mas necessária.

O que posso assegurar é que o José Mayer, homem, ator, pai, filho, marido, colega que surge hoje é, sem dúvida, muito melhor.

José Mayer”